www.bsgi.com.br

sábado, 5 de junho de 2010

Escuridão Fundamental

A escuridão fundamental se manifesta quando não nos conscientizamos de que nós somos a manifestação da própria Lei Mística. Analogicamente, a Lei Mística é como o Sol, enquanto a escuridão como as nuvens escuras que o cobrem. Quando as nuvens se despersam, os raios brilhantes do Sol chegam sem impedimentos à Terra. O poder da Lei Mística é ativado instantaneamente quando rompemos nossa escuridão fundamental, manifestando-se como diferentes funções criadoras de valor ou benefícios. Estes benefícios e valores derivam do princípio de simultaneidade de causa e efeito.

Todos os seres vivos são entidades da Lei Mística, cuja vida é dotada intrinsecamente do estado de Buda. Na vida de todo ser humano manifesta um estado de vida predominante que são chamados de Dez Mundos ou Dez Estados de Vida (Inferno, Fome, Animalidade, Ira, Tranquilidade, Alegria, Erudição, Absorção, Bodhisattva e Buda). Para manifestarmos o Estado de vida mais elevado de sabedoria e iluminação, o estado de Buda, temos que nos empenhar para dissipar as nuvens da escuridão fundamental. Esta condição não é algo que se atinge com uma atitude tímida e passiva, que se restringe apenas recitar Daimoku (recitação contínua do Nam-myoho-rengue-kyo) mecanicamente.

A dissipação da escuridão fundamental de sua vida depende da luta individual e a recitação do Daimoku. Como ela se refere a ilusão interior, a batalha para vencê-la deve ser travada interiormente. Em poucas palavras, essa luta implica perserverar a na fé.

O propósito principal da prática budista é "iluminar" a "escuridão" da vida, ou seja, compreender as causas que geram o sofrimento e, assim agir para mudar a própria condição ou situação. É elevar o nosso estado de vida, munindo-nos de coragem e sabedoria para mudar. Uma pessoa iluminada, ou seja, no estado de Buda, é aquela que manisfesta força, coragem, esperança, sabedoria e que se eleva acima das próprias dificuldades enxergando melhor a essência da vida.
Budismo é vitória ou derrota. Para conquistarmos a verdade vitória da batalha interior na vida devemos enfrentar e vencer os aspectos internos.

Nos escritos de Nitiren Daishonin "Sobre atingir o estado de Buda nesta existência" ensina: "Quando uma pessoa é dominada pela ilusão, é chamada de mortal comum, mas quando iluminada, é chamada de Buda. Isso se assemelha a um espelho embaçado que brilhará como uma joia quando for polida. A mente que se encontra encoberta pela ilusão da escuridão inata da vida é como um espelho embaçado, mas quando for polida, é certo que se tornará como um espelho límpido, refletindo a natureza essencial dos fenômenos e da realidade. Manifeste uma profunda fé polindo seu espelho dia e noite. Como deve poli-lo? Não há outra forma senão devotar-se à recitação do Nam-Myoho-rengue-kyo". (Os Escritos de Nitiren Daishonin, vol.1,pág. 4.)



Nenhum comentário:

Postar um comentário